Polícia Civil identifica corpo de homem morto no Parque da Cidade – DF

0
119

Trata-se de Ricardo Pio Rodrigues, funcionário da Latam. Ele levou um tiro no peito e foi encontrado próximo ao Estacionamento 10 do Parque

O Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) identificou o corpo do homem assassinado no Parque da Cidade nesta sexta-feira (22/12). Trata-se de Ricardo Pio Rodrigues, 42 anos, despachante operacional técnico da Latam lotado no Aeroporto JK.

O corpo dele foi localizado por vigilantes às 7h. O homem levou um tiro no peito. A perícia recolheu relógio, celular, boné, chaves de um carro e um pote de gel lubrificante supostamente pertencentes à vítima. O veículo de Ricardo foi localizado no Setor de Indústrias Gráficas (SIG) e passará por perícia. Não se sabe se o automóvel, um Peugeot, foi deixado no local ou se já estava lá antes do crime.

O caso assustou os frequentadores de um dos principais espaços públicos de lazer de Brasília – nos fins de semana, o público diário chega a 10 mil pessoas. Quem esteve no local, na manhã de hoje, e acompanhou a movimentação da polícia relatou que a sensação de insegurança é constante, especialmente à noite.

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da Latam disse que “se sensibiliza com o ocorrido e informa que irá colaborar com as autoridades e prestar a assistência necessária aos familiares do funcionário”.

“Estou realmente sem acreditar. Ele se dava bem com todo muito. Era um cara muito feliz, sempre dava dicas de viagens”, lamentou um colega de Ricardo Rodrigues que trabalha na Latam e preferiu não se identificar.

O crime

Ricardo Rodrigues foi encontrado por vigilantes, por volta das 7h, próximo ao Pavilhão de Exposições. Ele tinha sido baleado no peito. Ricardo vestia uma calça parcialmente arriada e uma camiseta regata preta, que estava suja de sangue.

A Polícia Militar informou, por nota, que a área é de responsabilidade do 1º Batalhão e conta com um posto de segurança comunitária 24 horas, policiamento montado e motociclístico, além das viaturas específicas durante o dia e a noite.

“Ressaltamos ainda que os estacionamentos, onde há uma maior mancha criminal, têm policiamento reforçado. Neste ano, tivemos uma queda de 12% no número de ocorrências registradas no parque, graças ao empenho da PMDF”, informou a corporação. Ainda de acordo com a PM, houve 40 chamados atendidos no Parque da Cidade neste ano, contra 45 em 2016.

Fonte: Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here