Raad Massouh é absolvido em ação que o levou à perda de mandato

0
1551

O ex-deputado distrital Raad Massouh foi absolvido pela 10ª Vara Criminal do Distrito Federal da acusação de peculato – desviar bens ou recursos praticado por agente público. O político respondia a processo desde 2010, após denúncia na Câmara Legislativa sobre suposto desvio de emenda parlamentar no valor de R$ 47 mil para a realização de show em Sobradinho. O caso levou o político a ter o mandato cassado em 2013. Dezoito dos 24 parlamentares votaram pela punição ao colega.

“É a melhor notícia que recebo há sete anos na minha vida. Agora a verdade veio à tona e sabem como minha cassação foi política, não jurídica”, comemorou o ex-deputado, em declaração à coluna.

A absolvição foi dada nessa quarta-feira (14/3) pelo juiz Samer Agi. Contudo, ainda cabe recurso do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), autor da peça.

Entenda o Caso

Deputado Raad Massouh (PPL) é cassado por 18 votos na Câmara Legislativa em 2010

O deputado Raad Massouh (PPL) foi cassado na quarta-feira (30/10), por 18 votos favoráveis. Massouh foi acusado de desviar recursos públicos de uma emenda liberada por ele em 2010.

O resultado da votação de 23 deputados na Câmara Legislativa saiu por volta de 19h30. Na votação, 18 deputados foram favoráveis a cassação de Raad, três votaram pela não cassação e outros dois se abstiveram.

A primeira votação foi anulada por ter sido encontrada uma cédula a mais na urna. Após nova votação, a cassação de Raad Massouh foi confirmada. Antes do encerramento da primeira votação, Raad saiu do plenário com a esposa e retornou antes do fim da segunda.

“Alguém aqui agiu de má fé, foi uma canalhice”, disse o deputado Chico Vigilante sobre o número de votos. O deputado Chico Leite (PT) afirmou que uma sindicância deveria ser feita  para saber porque 24 envelopes foram encontrados na urna.

“Foi uma injustiça o que fizeram contra Raad”, indignou-se o presidente do PPL, Antônio Campanella.

“Foi uma injustiça o que fizeram contra Raad”, indignou-se o presidente do PPL, Antônio Campanella. Alguns deputados usaram o microfone do plenário para atacar Campanella reclamando da presença dele no plenário.

A redenção

O ex-deputado distrital Raad Massouh foi absolvido pela 10ª Vara Criminal do Distrito Federal da acusação de peculato. O político respondia a processo desde 2010.

Entrevista de Raad Massouh ao programa SOS Brasília em 18/03/1

Pronunciamento ao Bsb em Foco

Fontes: Metrópoles,Correio Braziliense, SOS Brasília, Globo Play

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here